FAQ's
Perguntas Frequentes

IFA coler bar

Esclarece as tuas dúvidas. Consulta as respostas às questões mais frequentes.
Para informações adicionais, contacta-nos!

Geral

No nosso no nosso calendário encontras as datas de inicio dos cursos para o ano em curso. 

Em Viseu desenvolvem-se os cursos iniciais de piloto e cursos de Tripulante de Cabine. Em Cascais são realizados todos os cursos.

Poderás obter mais informações na página sobre O Grupo IFA. Também podes acompanhar as notícias do IFA, visitar a página principal do nosso site ou seguir-nos nas redes sociais. Se não encontrares o que procuras, entra em contacto connosco!

Como Ser Piloto

ATPL(A) Integrado

  • 18 anos de idade no mínimo à data de término,
  • Certificado/Diploma 12º ano de escolaridade ou equivalente, desde que reconhecido pelo Ministério da Educação,
  • Certificado Cambridge English B2 First (mínimo) ou equivalente para cidadãos não-europeus,
  • Certificado Médico Classe I a realizar pelo aluno,
  • Exame de Admissão,
  • Preenchimento e entrega de documentação no IFA,
  • Poderá ser necessário visto para cidadãos não-Europeus,
  • Registo Criminal.

ATPL(A) Modular

  • 18 anos de idade ao término do curso, no mínimo,
  • Licença Válida PPL(A),
  • Certificado/Diploma de 12º ano de escolaridade ou equivalente, reconhecido pelo Ministério da Educação,
  • Certificado Cambridge English B2 First (mínimo) ou equivalente para cidadãos não-europeus,
  • Certificado Médico Classe I,
  • Preenchimento e entrega de documentação no IFA,
  • Poderá ser necessário visto para cidadãos não-Europeus,
  • Registo Criminal.

PPL(A)

  • Mínimo de 15 anos de idade à data de início e mínimo de 16 à data de término do curso,
  • Certificado/Diploma de 9º ano de escolaridade,
  • Certificado Médico Classe II,
  • Preenchimento e entrega de documentação no IFA,
  • Registo Criminal.

Se, eventualmente, o candidato reprovar no exame de admissão, poderá repeti-lo. Se o exame for realizado após o pagamento de alguma verba e o candidato reprovar, a quantia paga será devolvida, exceto o valor do próprio exame (80€).

O período proposto pelo IFA é de 24 meses para o ATPL(A) Integrado e 18 meses para o PPL(A) e ATPL(A) Modular. Os cursos de ATPL(A) Integrado podem ser realizados num período mínimo de 12 meses e máximo de 36 meses.

Caso o aluno não passe no exame nas primeiras três tentativas permitidas na Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), perde o todo o desenvolvimento do seu curso.

O IFA tem uma parceria com o banco BPI para a possibilidade de financiamento de crédito. 

Por norma, os cursos incluem:

ATPL(A) Integrado

  • Cartão de aluno,
  • Cartão de acesso ao aeródromo,
  • Manuais das disciplinas teóricas,
  • Airways Manual,
  • Carta VFR + IFR,
  • Plotter VFR + IFR,
  • CRP5 – Calculadora de Voo,
  • Calculadora Científica,
  • Manuais dos aviões,
  • Checklists dos aviões,
  • Caderneta de voo,
  • Exames de Matemática e Física no IFA,
  • Farda,
  • Exame prático de voo,
  • Prova de perícia.

ATPL(A) Modular

Módulo E-learning

  • 14 Manuais de disciplinas teóricas
  • Manual dos percursos aéreos (Airways Manual)
  • Cartas IFR
  • CRP5
  • Exames de Matemática e Física no IFA

Restantes módulos

  • Cartão de aluno
  • Cartas IFR
  • Manuais das aeronaves

PPL(A)

  • Cartão de aluno
  • Carta Aeronáutica VFR
  • Régua VFR
  • CRP1
  • Manuais da aeronave
  • Livro de registo de voo
  • Livros teóricos digitais
  • Calculadora
  • Colete refletor

Geralmente, não estão incluídos no valor dos cursos:

  • Deslocações,
  • Alojamento,
  • Alimentação,
  • Exames Médicos,
  • Exames de Admissão (quando aplicável),
  • Exame de Inglês Aeronáutico, 
  • Bases de dados,
  • Headset,
  • Exames na ANAC (quando aplicável).

Os nossos cursos de pilotos destinam-se a todos aqueles que queiram iniciar uma carreira como piloto de linha aérea, ficando aptos a candidatarem-se a companhias aéreas da Europa (EASA). Contudo, não necessitam obrigatoriamente de ser cidadãos europeus. Todos os interessados poderão realizar os cursos. Apenas terão de entregar documentação diferenciada e específica para cidadãos não-europeus.

Para quem já possui uma Licença PPL, é possível realizar o ATPL Modular, onde a teoria é efetuada em e-learning através de CBT (estudo autónomo).

Brevemente estará disponível um curso ATPL em horário pós-laboral.

Para ser Piloto de Linha Aérea, é obrigatoriamente necessário ser portador de uma Licença válida, acompanhada por um Certificado Médico igualmente válido.

Sim. O IFA dispõe aos seus interessados a possibilidade de realizar um voo de experiência antes de ingressar em qualquer curso de piloto, sem qualquer compromisso. O voo tem um custo aproximado de 100€ e ronda os 30 minutos de voo, onde a pessoa é acompanhada por um instrutor de voo que poderá esclarecer todas as suas dúvidas.

Para efetuar uma carreira como Piloto, é necessário ter uma idade compreendida entre um mínimo de 18 anos até um máximo de 65 anos de idade.

Depende dos requisitos que a própria companhia aérea requer. Poderá ser um mínimo de 200 horas ou variar para um número superior.

A Licença de Piloto de Linha Aérea ou Piloto Comercial torna os candidatos aptos a candidatarem-se apenas a companhias aéreas da Europa (EASA). Caso queiram efetuar a profissão noutro local, terão de efetuar uma conversão de licença.

No IFA, o curso ATPL tem horas de voo em simulador pelas suas vantagens e benefícios para os alunos. Os simuladores podem ser usados para preparar alunos para lidar com tarefas imprevisíveis ou críticas para a segurança. A simulação contribui para melhorar a segurança da aviação, reduz o impacto no meio ambiente e aumenta a eficiência do treino de voo por instrumentos e emergências. O uso de FSTD’s também facilita a medição do desempenho de maneira precisa e eficiente e existem oportunidades de parar, corrigir e repetir as situações.

Sim. Após receber a sua licença, o aluno está apto a candidatar-se a companhias aéreas do seu interesse, iniciando assim a sua carreira de eleição. Também poderá optar por saídas alternativas, como tornar-se instrutor de voo ou realizar uma Qualificação de Tipo.

Sim. O IFA tem experiência comprovada em empresas aeronáuticas como a TAP Portugal, Ryanair, Cabo Verde Airlines, Lava: A companhia Moçambicana e TAAG.

Os interessados podem iniciar o PPL com 15/16 anos e têm de ter 17 anos de idade à data de término do curso.

O programa Cooperação em Tripulação Múltipla é obrigatório e é o último módulo direcionado para a conclusão do curso ATPL. É também um requerimento para admissão num curso de Qualificação de Tipo. A sua duração é de 2 semanas e os objetivos a desenvolver são: os componentes técnicos e não técnicos dos conhecimentos, habilidades e atitudes requeridos para operar uma aeronave de tripulação múltipla.

Sim. Para ganhar experiência e horas de voo, o IFA disponibiliza aos seus alunos a possibilidade de realizar “time building”, com um valor monetário fora do estipulado no valor de curso.  

Sim, os mesmos cursos estão disponíveis em ambos os locais. O conteúdo dos cursos de pilotos são idênticos, independentemente da localidade, apenas varia o preçário dos cursos, em função do custo de vida dos locais.

O IFA Training Viseu detém uma parceria com uma escola de línguas, onde podes desenvolver as tuas habilidades linguísticas em Inglês. Caso necessites desta adição no teu curso, deverás indicar ao responsável pela tua inscrição. Para mais esclarecimentos, entra em contacto connosco!

Os certificados médicos necessários, sejam classe I ou II, podem ser requeridos através de exames médicos efetuados no Hospital dos Lusíadas no Porto ou na UCS em Lisboa. A renovação dos mesmos pode ser efetuada até 45 dias antes da validade do mesmo expirar.

Sim. Quem pretender realizar uma Qualificação Tipo (Type Rating) pode efetuá-la de modo independente, ou seja, sem ser por via da companhia aérea. Para quem pretende obter esta especialização logo após completar o curso ATPL, o IFA apresenta o pack Zero to Type: ATPL + Type Rating. 

Pilotos

Sim. Uma pessoa que tenha uma Licença de Piloto Privado (PPL) válida e pretenda ter uma carreira profissional como piloto comercial, tem ao seu dispor o curso ATPL Modular. Este curso é realizado por módulos e permite um investimento faseado, com uma realização ao ritmo pretendido. As aulas teóricas são e-learning, em estudo autónomo (CBT), com uma percentagem mínima de aulas presenciais obrigatórias.

Sim. Se pretender uma conversão de ICAO / FAA para EASA, o IFA pode ajudar. Após um estudo preliminar de cada caso, a nossa equipa procurar a melhor solução para cada um. O necessário para completar as conversões pode ser encontrado no programa de conversões.

Sim. Se a licença estiver a terminar o prazo de validade ou já expirada, podemos auxiliar. A IFA ajuda a manter a manter as qualificações de pilotos válidas.

O programa do curso Renovações e Revalidações inclui fatores como a complexidade da aeronave, tipo, classe e o tempo total de invalidade da qualificação. 

Se tem interesse em renovar ou revalidar, faça a sua inscrição aqui.

O curso PBN é um requerimento essencial, desde 2020.

A certificação PBN suporta as Qualificações de Voo por Instrumentos (IR).

Com esta competência, o piloto poderá executar, abordar e descolar com precisão RNAV.

Para licenças de pilotos emitidas após 29 de dezembro de 2020, os pilotos devem ter a formação UPRT

A IFA realiza esta formação.

O UPRT significa ‘treino de recuperação e prevenção de perturbações’ de avião. Esta formação consiste numa combinação de conhecimentos teórico-práticos com o objetivo de ensinar as competências necessárias à tripulação de voo, de modo a prevenir e recuperar de determinadas situações, como distúrbios do avião.

Companhias

O IFA disponibiliza 6 cursos de Qualificação Tipo: Airbus 320 | Boeing 737 | Boeing 757/767 | Boeing 777 | ATR 42/72 e Hawker 800/900.

Estes cursos complementam a formação base de piloto e podem constituir uma mais valia no processo de recrutamento a companhias aéreas.

Sim, o IFA realiza Formação Recorrente com instrutores certificados e baseando-se no Manual de Operações das companhias aéreas. Consulta aqui os módulos disponíveis. 

Sim. O curso “Auditoria e Sistema de Qualidade em Aviação” é destinado a profissionais da aviação que pretendem trabalhar na àrea da Monitorização da Conformidade.

Com este curso, os interessados poderão trabalhar como auditores e obter experiência em sistemas de gestão da qualidade, de acordo com os requisitos relevantes.

Instrutores

No IFA podes realizar um curso para ser instrutor de voo (FI) ou um curso de instrutor de Qualificação Tipo (TRI/SFI). Sabe mais em https://ifa-training.com/pt/instrutores/.

Podes saber mais sobre os requisitos necessários aqui.

Este curso está disponível para as seguintes Qualificações Tipo:

  • A320
  • ATR 42/72
  • B737
  • B767
  • B777
  • Hawker 800/900

O curso de Instrutor de Voo (FI) demora aproximadamente 2 meses.

O curso de TRI/SFI demora aproximadamente 2 semanas: 1 semana para a parte teórica e 1 semana para o simulador.

Se tens interesse em ser instrutor de voo no IFA, deverás enviar o teu curriculo e licença para info@ifa-training.com.

Tripulante de Cabine

O curso demora 3 semanas em horário das 09:30h às 18h.

Sim, poderá ser feito em horário pós-laboral, com uma duração aproximada de 5 semanas.

Não. A aptidão em natação é um dos requisitos essenciais para conseguir terminar o curso. Mesmo que o aluno consiga aproveitamento nos testes e exame, se não souber nadar irá chumbar na prova de natação e não termina o curso.

Estes exames são realizados em unidades de saúde aprovadas: UCS em Lisboa e Hospital dos Lusíadas no Porto.

A realização de exames médicos é obrigatória para te candidatares a uma companhia aérea, mas não para frequentares o curso. Se não tiveres nenhum problema médico é emitido um “Cabin Crew Medical Report” que atesta a tua capacidade fisíca para a função. 

É necessário um Atestado de Tripulante de Cabine EASA que é emitido pelo IFA se concluires o curso com sucesso e o “Cabin Crew Medical Report”. 

Para além destes documentos deverás avaliar quais os requisitos específicos da companhia à qual te estás a candidatar, como por exemplo altura, peso ou fluência em línguas estrangeiras.

Deve ser renovado, obrigatoriamente, a cada 60 meses.

Manutenção de Aeronaves

Sim, o IFA Industries, empresa do mesmo grupo do IFA desenvolve cursos de diferentes categorias para licença de manutenção de aeronaves. Sabe mais sobre a escola de mecânicos aqui.

O IFA Industries realiza:

  • Serviços de manutenção de Linha e de Base a aeronaves da Aviação Geral – Categoria A2. Está habilitado a realizar todo o tipo de reparações estruturais, eléctricas/aviónicas e em quaisquer outros sistemas das aeronaves que constem no seu âmbito;
  • Inspeções físicas e documentais de pré-compra ou de entrega de aeronaves, assegurando um valor adicional à sua aquisição ou venda;
  • É representante / instalador de equipamentos da Electronics International;
  • Gestão da Aeronavegabilidade continuada, controlo e planeamento de Manutenção de Aeronaves, gestão documental e contacto com as Autoridades aeronáuticas de diversos países;
  • Reparação e manutenção de diversos componentes como instrumentos, motores ou hélices.

O IFA Industries tem a sua sede no Aérodromo Municipal de Cascais e, brevemente, terá uma estação de manutenção de linha no Aeródromo Municipal de Viseu.

O IFA Industries tem as seguintes certificações:

Parte 145 / Parte M – Subparte G

  • Cessna / Reims Cessna Série 100 (Motores Lycoming ou Continental)
  • Cessna / Reims Cessna Série 337 (Motores Continental)
  • Liberty XL2 (Motor Continental )
  • Mooney M20 (Motor Continental)
  • Piper Série PA-28 (Motor Lycoming ou Continental)
  • Piper PA-32 (Motor Lycoming)
  • Socata / Grumman GA-7 (Motores Lycoming)

O IFA Industries está certificado pela ANAC/EASA como Parte 145 para reparação e inspeção de aeronaves, Parte M Subparte G para controlo de aeronavegabilidade (CAMO) e Parte 147 para a formação de técnicos de manutenção de aeronaves.

Para mais informações: https://ifa-industries.com/contactos/

A IFA – Manutenção e Engenharia é o ramo da IFA que proporciona o trabalho realizado em projetos aeronáuticos ou no controlo de aeronavegabilidade, através da certificação Parte M, Subparte G.